CriandoBits
Identifique-se Entrar Esqueceu a senha? Esqueci minha senha

Redes - Comunicação sem fio (wireless)

Por Benedito Silva Júnior - publicado em 22/07/2016


Uma rede sem fio (ou comunicação sem fio) refere-se a uma passagem aérea sem a necessidade do uso de cabos – sejam eles telefônicos, coaxiais ou ópticos – por meio de equipamentos que usam radiofrequência (comunicação via ondas de rádio) ou comunicação via infravermelho, como em dispositivos compatíveis com IrDA. É conhecido também pelo anglicismo "wireless".

O uso da tecnologia vai desde transceptores de rádio como walkie-talkies até satélites artificais no espaço. Seu uso mais comum é em redes de computadores, servindo como meio de acesso à Internet através de locais remotos como um escritório, um bar, um aeroporto, um parque, ou até mesmo em casa, etc.

Sua classificação é baseada na área de abrangência: redes pessoais ou curta distância (WPAN), redes locais (WLAN), redes metropolitanas (WMAN) e redes geograficamente distribuídas ou de longa distância

WLAN

Wireless LAN ou WLAN (Wireless Local Area Network) é uma rede local que usa ondas de rádio para fazer uma conexão Internet ou entre uma rede, ao contrário da rede fixa ADSL ou conexão-TV, que geralmente usa cabos.

WMAN

A rede metropolitana sem fios (WMAN ou Wireless Metropolitan Area Network) é conhecida sob o nome de Anel Local Rádio (BLR). Os WMAN baseiam-se na norma IEEE 802.16. O anel local rádio oferece um débito útil de 1 a 10 Mbit/s para um alcance de 4 a 10 quilômetros, o que destina esta tecnologia principalmente aos operadores de telecomunicação.

A norma de rede metropolitana sem fios mais conhecida é o WiMAX, permitindo obter débitos de aproximadamente 70 Mbit/s num raio de vários quilômetros.

A WPAN podea servir para interligar toda a computação comum e dispositivos de comunicação que muitas pessoas têm em sua mesa ou carregam com eles hoje, ou pode servir a um propósito mais especializado, como permitindo que o cirurgião e outros membros da equipe para se comunicar durante uma operação.

Um conceito-chave na tecnologia WPAN é conhecido como "plugging in". No cenário ideal, quando dois dispositivos WPAN equipados entram em estreita proximidade (dentro de vários metros um do outro) ou a poucos quilômetros de um servidor central, eles podem se comunicar como se estivessem conectados por um cabo.

Outra característica importante é a capacidade de cada dispositivo de bloquear outros dispositivos de forma seletiva, evitando interferências desnecessárias ou acesso não autorizado à informação.

A tecnologia para WPANs está em sua infância e está em rápido desenvolvimento. Frequências de operação propostos são cerca de 2,4 GHz em modos digitais. O objetivo é facilitar a operação perfeita entre dispositivos e sistemas domésticos ou empresariais.

Cada dispositivo de WPAN será capaz de ligar a qualquer outro dispositivo do mesmo WPAN, desde que estejam dentro da faixa física de um outro . Além disso, em todo o mundo WPANs será interligada.

Assim, por exemplo, um arqueólogo no local na Grécia pode usar um PDA para acessar diretamente os bancos de dados da Universidade de Minnesota, em Minneapolis, e transmitir os resultados ao banco de dados.

WPAN

Uma rede de área pessoal sem fio (WPAN) é uma rede de área pessoal - uma rede para interligar dispositivos centrados na área de trabalho de uma pessoa individualmente - em que as conexões são sem fio. O PAN sem fio é baseado no padrão IEEE 802.15. Os dois tipos de tecnologias sem fio são utilizados para WPAN são o Bluetooth e o Infrared Data Association.

WWAN

WWAN (Wireless Wide Area Network - Rede de longa distância sem-fio) é uma tecnologia que as operadoras de celulares utilizam para criar a sua rede de transmissão (CDMA, GSM, etc). Com o advento das comunicações sem fio (wi-fi), surgiram diversos meios de transmitir dados sem estar conectado por um cabo.

WIGIG

WiGig Alliance. A organização produzirá um padrão comum para enviar dados a um link de 60 GHz A tecnologia é cerca de 10 vezes mais veloz que uma conexão 802.11n padrão (1 Gbps).

Bluetooth

Bluetooth consiste de uma pequena rede, chamada piconet, com um nó mestre e até sete nós escravos ativos(pode haver ate 255 escravos não ativos), em uma distancia de 10m (podem existir varias piconets em um mesmo ambiente conectadas por um no de ponte, formando uma scatternet). A comunicacao é sempre feita mestre-escravo, não sendo possível a comunicação entre escravos. Opera na faixa de 2.4GHz, com taxa de dados bruta de 1Mbps.

WI-FI

Wi-Fi (pronúncia em inglês "uai-fai") é uma marca registrada da Wi-Fi Alliance.

É utilizada por produtos certificados que pertencem à classe de dispositivos de rede local sem fios (WLAN) baseados no padrão IEEE 802.11. Por causa do relacionamento íntimo com seu padrão de mesmo nome, o termo Wi-Fi é usado frequentemente como sinônimo para a tecnologia IEEE 802.11.

O nome, para muitos, sugere que se deriva de uma abreviação de wireless fidelity, ou "fidelidade sem fio", mas não passa de uma brincadeira com o termo Hi-Fi, designado para qualificar aparelhos de som com áudio mais confiável, que é usado desde a década de 1950.

WIMAX

O padrão IEEE 802.16, completo em outubro de 2001 e publicado em 8 de abril de 2002, especifica uma interface sem fio para redes metropolitanas (WMAN). Foi atribuído a este padrão, o nome WiMAX (Worldwide Interoperability for Microwave Access/Interoperabilidade Mundial para Acesso de Micro-ondas).

O termo WiMAX foi criado por um grupo de indústrias cujo objetivo é promover a compatibilidade e interoperabilidade entre equipamentos baseados no padrão IEEE 802.16.

Este padrão é similar ao padrão Wi-Fi (IEEE 802.11), que já é bastante difundido, porém agrega conhecimentos e recursos mais recentes, visando a um melhor desempenho de comunicação permitindo velocidades maiores que 1 Gbit/s.


 
Voltar a pagina anteriorVoltarSubir ao topo da páginaTopo