CriandoBits
Identifique-se Entrar Esqueceu a senha? Esqueci minha senha

Redes - VLAN

Por Benedito Silva Júnior - publicado em 22/07/2016


VLAN (rede local virtual), é uma rede logicamente independente. Várias VLAN's podem co-existir em um mesmo comutador (switch), de forma a dividir uma rede local (física) em mais de uma rede (virtual), criando domínios de broadcast separados.
VLAN

Uma VLAN também torna possível colocar em um mesmo domínio de broadcast hosts com localizações físicas distintas e ligados a switches diferentes. Um outro propósito de uma rede virtual é restringir acesso a recursos de rede sem considerar a topologia da rede, porém este método é questionável.

Redes virtuais operam na camada 2 do modelo OSI. No entanto, uma VLAN geralmente é configurada para mapear diretamente uma rede ou sub-rede IP, o que dá a impressão que a camada 3 está envolvida.

Enlaces switch-a-switch e switch-a-roteador são chamados de troncos. Um roteador ou switch de camada 3 serve como o backbone entre o tráfego que passa através de VLAN's diferentes.

As primeiras VLAN's geralmente eram configuradas para reduzir o tamanho do domínio de colisão em um segmento Ethernet muito extenso para melhorar o desempenho. Quando os switches descartaram este problema (já que não têm um domínio de colisão único), as atenções se voltaram para a redução do domínio de broadcast na camada MAC. Dependendo do tipo de configuração, os usuários ganham mobilidade física dentro da rede.

O protocolo predominante atualmente é o IEEE 802.1Q. Antes da introdução do 802.1q, o protocolo ISL da Cisco, uma variante do IEEE 802.10, foi um dos vários protocolos proprietários. O ISL é desaprovado em favor do 802.1q.

Redes virtuais podem ser configuradas de várias formas:

- Nível do protocolo, IP, IPX, LAT, etc;

- Baseada no endereço MAC;

- Baseada na sub-rede IP;

- Baseada na porta do comutador, e portanto, baseada no mundo real, como em departamento de marketing versus finanças.


 
Voltar a pagina anteriorVoltarSubir ao topo da páginaTopo