CriandoBits
Identifique-se Entrar Esqueceu a senha? Esqueci minha senha

Redes - Protocolos da camada de Transporte

Por Benedito Silva Júnior - publicado em 22/07/2016


Os protocolos que operam na camada de transporte, que serão abordados aqui, são: TCP e UDP.
TCP versus UDP
Esquema de funcionamento dos protocolos TCP e UDP

Protocolo TCP

O TCP (que significa Transmission Control Protocol, em português: Protocolo de Controle de Transmissão) é um dos principais protocolos da camada de transporte do modelo TCP/IP.

Ele permite, a nível das aplicações, gerir os dados em proveniência da (ou com destino à) camada inferior do modelo (ou seja, o protocolo IP). Quando os dados são fornecidos ao protocolo IP, este encapsula-os em datagramas IP, fixando o campo protocolo em 6 (para saber que o protocolo ascendente é o TCP.).

O TCP é um protocolo orientado para a conexão, isto é, ele permite a duas máquinas comunicantes, controlar o estado da transmissão.

As principais características do protocolo TCP são:

- TCP entrega ordenadamente os datagramas provenientes do protocolo IP;

- TCP verifica a onda de dados para evitar uma saturação da rede;

- TCP formata os dados em segmentos de comprimento variável para "entregá-los" ao protocolo IP;

- TCP permite o multiplex dos dados, quer dizer, faz circular, simultaneamente, as informações que proveem de fontes (aplicações, por exemplo) distintas numa mesma linha;

- TCP permite a início e o fim de uma comunicação de maneira educada.

Protocolo UDP

O protocolo de transporte UDP foi referenciado pela RFC 768 em 28 de agosto de 1980. O UDP, ao contrário do que muitos crêem, não é um protocolo anterior ao TCP. Inicialmente, não havia uma separação entre a camada de rede e de transporte.

Os protocolos TCP e IP eram referenciados como um único protocolo. Entretanto, à medida que se percebia as limitações do protocolo para certas aplicações, as especificações foram mudando. Na versão 3(1978) do TCP/IP já haviam indícios de separação entre os protocolos, e na versão 4(1980), há a separação total entre eles. Por isso o protocolo IP começa na versão 4.

O UDP nasce então para servir como uma interface entre o IP e a camada de aplicação. Sua RFC possue apenas três páginas e sua meta é ser um protocolo simples e rápido. Nela também, é definido que o UDP assume que está rodando sobre o protocolo IP.

Em relação ao IP, adere poucos serviços, entre eles a verificação de erros(Checksum), suporte à multiplexação e demultiplexação e suporte a broadcast e multicast. Demais serviços, como entrega confiável de dados e controle de congestionamento podem ser implementados pela camada de aplicação, se o programador achar necessário.


 
Voltar a pagina anteriorVoltarSubir ao topo da páginaTopo