CriandoBits
Identifique-se Entrar Esqueceu a senha? Esqueci minha senha

Segurança da informação - Tipos de backups

Por Benedito Silva Júnior - publicado em 07/10/2016


Tipos de backups
Atualmente a proteção de informações é crucial para a competitividade e sobrevivência de qualquer organização.

Um estudo global realizado pela EMC detalhou prejuizos financeiros de empresas devido a perda de dados e ausência de backups. Com o título "Global Data Protection Index", a pesquisa foi realizada em parceria com a empresa Vanson Bourne e foi questionado mais de 3 mil responsáveis pelo TI de médias e grandes empresas, dos setores público e privado, em mais de 20 países. No Brasil, 125 empresas foram consultadas.

Em nosso país as empresas pesquisadas tiveram prejuízos superiores a US$26 bilhões por conta de perda de dados.

Neste artigo vou explicar como funciona os três tipo de backups: completo, incremental e o diferencial.

Backup completo
Backup completo
Como o próprio nome diz, é feito uma cópia total de todos os arquivos do escopo do backup. Os dados copiados nunca mudam, ou seja, cada backup completo será igual aos outros anteriores. Isso se deve ao fato de que não há a verificação se os arquivos foram alterados ou não; todos serão copiados.

É por isso que backups completos não são feitos o tempo todo, uma vez que grande parte da mídia de backup será usado, mesmo que nada tenha sido alterado, disperdiçando espaço.

Backup incremental
Backup incremental
Ao contrário dos backups completos, os incrementais primeiramente verificam a data de modificação de cada arquivo. Se a data e horário for inferior a data e horário do seu último backup isso significa que o arquivo não foi alterado. Assim o backup do arquivo é ignorado.

Por outro lado, se a data de alteração for superior a data do último backup, o backup incremental é acionado.

Backup diferencial
Backup diferencial
Os Backups diferenciais são similares aos backups incrementais, pois ambos fazem apenas o backup dos arquivos modificados. No entanto, os backups diferenciais são acumulativos, ou seja, uma vez que o arquivo foi modifcado, este continua a ser incluso em todos os backups diferenciais até o próximo backup completo.

Em outras palavras, cada backup diferencial contém todos os arquivos modificados desde o último backup completo, possibilitando executar a restauração completa somente com o último backup completo e o último diferencial.

Só para saber...

Uma estratégia muito usada nas organizações é usar backups completos em conjunto com backups incrementais ou backups completos com diferenciais. Este último tende a crescer mais ao longo do tempo.

Os backups são armazenados geralmente em fitas e discos magnéticos.


 
Voltar a página anteriorVoltarSubir ao topo desta páginaTopo