CriandoBits
Identifique-se Entrar Esqueceu a senha? Esqueci minha senha

Programação - Programação orientada a objetos e estruturada

Por Benedito Silva Júnior - publicado em 02/08/2016


Programação

Programação estruturada

A programação estruturada é uma forma de programação de computadores que preconiza que todos os programas possíveis podem ser reduzidos a apenas três estruturas: sequência, decisão e iteração (esta última também é chamada de repetição), desenvolvida por Michael A. Jackson no livro "Principles of Program Design" de 1975.

Tendo, na prática, sido transformada na programação modular, a programação estruturada orienta os programadores para a criação de estruturas simples nos programas, usando as sub-rotinas e as funções. Foi a forma dominante na criação de software anterior à programação orientada por objetos.

Apesar de ter sido sucedida pela programação orientada por objetos, pode-se dizer que a programação estruturada ainda é muito influente, uma vez que grande parte das pessoas ainda aprendem programação através dela. Para a resolução de problemas relativamente mais simples e diretos, a programação estruturada é muito eficiente. Além disso, por exigir formas de pensar relativamente complexas, a programação orientada a objetos até hoje ainda não é bem compreendida ou usada pela maioria.

Na programação estruturada o programa é executado de cima para baixo.

Há de acrescentar também que inúmeras linguagens ainda extremamente relevantes nos dias de hoje, como Cobol, PHP e Perl ainda utilizam o paradigma estruturado (muito embora possuam suporte para a orientação a objeto).

Programação orientada a objetos

A orientação a objetos é um modelo de análise, projeto e programação de sistemas de software baseado na composição e interação entre diversas unidades de software chamadas de objetos.

Na programação orientada a objetos, implementa-se um conjunto de classes que definem os objetos presentes no sistema de software. Cada classe determina o comportamento (definido nos métodos) e estados possíveis (atributos) de seus objetos, assim como o relacionamento com outros objetos. C++, C Sharp, VB.NET, Java, Object Pascal, Objective-C, Python, SuperCollider, Ruby e Smalltalk são exemplos de linguagens de programação orientadas a objetos. ActionScript, ColdFusion, Javascript, PHP (a partir da versão 4.0), Perl (a partir da versão 5) e Visual Basic (a partir da versão 4) são exemplos de linguagens de programação com suporte a orientação a objetos.

Comparativo entre as formas de programação PE: Programação Estruturada - POO: Programação Orientada a Objetos

Reutilização de código

PE: É possível reutilizar códigos na programação estruturada, porém em muitos casos você será obrigado a utilizar o famoso "CTRL C + CTRL V".

POO: Com a POO você é capaz de elaborar um relacionamento entre diversos componentes, estabelecendo comunicação entre eles e facilitando assim, e muito, a reutilização de código, além da facilidade de se herdar atributos e comportamentos de outros objetos.

Manutenção do código

PE: A manutenção do código se baseia no que o programador que criou o código fez para deixar de comentários no próprio código ou se escreveu um roteiro sobre o que o programa faz.

POO: Na POO, se o código seguir os padrões de construção, qualquer programador que conheça os padrões pode facilmente encontrar problemas, utilizar o código escrito ou até mesmo melhorá-lo se assim se fazer necessário.

Forma de execução

PE: A forma de execução da programação estruturada se dá pelo uso de resolução de tarefas, um código resolvendo um problema.

POO: A programação orientada a objetos tenta fazer com que os problemas sejam resolvidos de forma que possamos resolvê-los futuramente com a mesma eficiência.

Vantagens e desvantagens (PE)

Vantagens:

» Provê um melhor controle sobre o fluxo de execução do código, quando comparada com a POO;

» É de fácil compreensão, sendo amplamente usada em cursos introdutórios de programação.

Desvantagens:

» Ainda se foca em como a tarefa deve ser feita e não em o que deve ser feito;

» Tende a gerar códigos confusos, onde tratamento dos dados são misturados com o comportamento do programa.

Vantagens e desvantagens (POO)

Vantagens:

» Provê uma melhor organização do código;

» Contribui para o reaproveitamento de código.

Desvantagens:

» Pode não possui o mesmo desempenho de códigos estruturados similares;

» Seus conceitos são de difícil compreensão se comparados aos conceitos da Programação estruturada.


 
Voltar a página anteriorVoltarSubir ao topo desta páginaTopo