CriandoBits
Identifique-se Entrar Esqueceu a senha? Esqueci minha senha

Programação - Wordpress

Por Benedito Silva Júnior - publicado em 03/08/2016



WordPress é um aplicativo de sistema de gerenciamento de conteúdo para web, escrito em PHP com banco de dados MySQL, voltado principalmente para a criação de blogs via web.

Essa é uma das ferramentas mais famosas na criação de blogs disputando diretamente com o serviço do Google chamado Blogger. No entanto, o WordPress é adotado por aqueles que queiram um blog mais profissional e com maiores recursos diferenciais.

O WordPress foi criado a partir do já desaparecido b2/cafelog e é hoje, junto com o Movable Type, o mais popular na criação de weblogs. As causas do seu rápido crescimento são, entre outras, seu tipo de licença (de código aberto), sua facilidade de uso e suas características como gerenciador de conteúdos.

Criado por Ryan Boren e Matthew Mullenweg, é distribuído sob a GNU General Public License sendo gratuito.

O WordPress é utilizado também como plataforma de desenvolvimento de sites de comércio eletrônico, revistas, jornais, portfólio, gerenciador de projeto, diretório de eventos e outros conteúdos devido a sua capacidade de extensão através de plugins, temas e programação PHP.

Características

O WordPress possui um sistema de modelos, através de um processador de modelos. O usuário pode re-organizar o layout através de widgets sem precisar editar códigos PHP ou HTML; eles também podem instalar e alternar entre temas WordPress. Os códigos PHP e HTML dos temas também podem ser editados para adicionar funcionalidades personalizadas.

Alguns dos recursos incluem:

» Gerar XML, XHTML, e CSS em conformidade com os padrões W3C;

» Gerenciamento integrado de ligações;

» Estrutura de permalink amigável aos mecanismos de busca;

» Suporte extensivo a plug-ins;

» Categorias aninhadas e múltiplas categorias para artigos;

» TrackBack e Pingback;

» Filtros tipográficos para formatação e estilização de texto corretas;

» Páginas estáticas;

» Múltiplos autores;

» Suporte a tags (desde a versão 2.3);

» Pode gerenciar múltiplos blogs em subpastas ou subdomínios (desde a versão 3.0);

» Importação e exportação de dados;

» API de desenvolvimento de plugins;

» Níveis, promoção e rebaixamento de usuários;

» Campos personalizados que permitem armazenar dados extras no banco de dados.

Há aplicações para Android, iPhone/iPod Touch, iPad, Windows Phone 7 e BlackBerry que oferecem acesso a alguns dos recursos do painel administrativo WordPress tanto para o WordPress.com quanto para alguns blogs WordPress.org.

O WordPress atualmente suporta a importação de dados, na forma de postagens (artigos), da maioria das plataformas de publicação disponíveis. É possível importar dados exportados de outros sistemas como Blogger , WordPress.com etc.

Vulnerabilidades

Em 2007 e 2008, muitos relatos de segurança foram relacionados ao software. De acordo com Secunia, em Abril de 2009, o WordPress tinha 7 advertências sem correções (de 32 do total), com uma taxa máxima de "Menos Crítico". Secunia mantém uma lista atualizada de vulnerabilidades do WordPress.

Em Janeiro de 2007, muitos blogs de SEO, e também sites menores com AdSense, foram alvo de ataques através de uma vulnerabilidade WordPress. Uma vulnerabilidade de um dos sites do projeto permitia inserir códigos vulneráveis na forma de um back door a alguns dos downloads da versão WordPress 2.1.1. O lançamento da versão 2.1.2 corrigiu isso.

Em Maio de 2007, um estudo revelou que 98% dos blogs WordPress eram vulneráveis porque estavam usando uma versão ultrapassada.

Em Junho de 2007, Stefan Esser, o fundador do PHP Security Response Team, criticou os relatórios de segurança, citando problemas com a arquitetura da aplicação que tornavam difíceis a escrita de códigos seguros, além de outros problemas.

Em Junho de 2001 a rede wordpress.org foi alvo de ataques. Várias modificações em plugins populares foram observados, algumas contendo códigos maliciosos; as modificações foram revertidas por serem visivelmente suspeitas. Por precaução, a senha de acesso à rede wordpress.org de todos os usuários precisou ser redefinida.

Desde então, o WordPress tem melhorado em termos de segurança e as últimas versões tem relatos mínimos de vulnerabilidades.


Interface do Wordpress

No intuito de acabar com esse problema, foram criados CMS (Content Management Systems ou Sistemas Gerenciadores de Conteúdo), como o Joomla, que visam facilitar a construção de sites de forma rápida e eficiente e gerar menos custos. Auxilia na publicação e administração de um conteúdo na web, facilitando até mesmo para quem não é perito nessa área.

O usuário não precisará prever características básicas para o site, como login de usuários, criação, edição e publicação de conteúdo, publicação de "banners" de propaganda, pois esses recursos já estão pré-programados e prontos para serem utilizados.

O Joomla conta com extensões que não estão em sua instalação básica, mas que podem ser adquiridos através de download dos módulos e componentes que aumentam sua funcionalidade. Resumidamente, o Joomla é um "esqueleto" de website pré-programado e com recursos básicos, com fácil manutenção e administração via web.

Como afirma Sady Jacques, o embaixador da Associação Software Livre.Org: "O software livre é fundamental neste contexto de mudança de visão, ele traz o compartilhamento e colaboração como filosofia". Para o usuário iniciante existem diversas comunidades locais de Joomla! onde pode ser conseguida ajuda no seu processo de aprendizado e mesmo na construção de projetos profissionais.

Características principais

» Código aberto (Licença GPL);

» Sistema simples de fluxo de aprovação;

» Arquivamento para conteúdo não utilizados (Lixeira);

» Gerenciamento de banners;

» Sistema de publicação para o conteúdo;

» Sumário de conteúdo no formato RSS;

» Busca otimizada (qualquer palavra registrada);

» Frontend já traduzido em várias línguas;

» Fácil instalação para novos templates, módulos e componentes;

» Hierarquia para grupos de usuários;

» Estatísticas básicas de visitantes (existem módulos mais complexos que podem ser adicionados);

» Editor de conteúdo WYSIWYG;

» Sistema de enquete simples (com acompanhamento de resultado em tempo real);

» Sistemas de índices de avaliação;

» Extensões livres em diversos sites (Módulos, Componentes, Templates, Traduções).

» Compatibilidade com versão anterior.

Para maiores detalhes e download acesse o site oficial: https://wordpress.org/.


 
Voltar a página anteriorVoltarSubir ao topo desta páginaTopo